Newsletter

Cadastra-se aqui para
receber nossos informativos.















Notícias



Agentes penitenciários recebem treinamento de "choque", com a ATTAC.

Os cursos foram ministrados por instrutores da Attac e promovidos com a parceria da Provigi e do Sindasp (Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo).

Explosões, gritos de guerra, tiros, spray de pimenta, fogo e fumaça pra todo lado. Este foi cenário que envolveu os agentes penitenciários que participaram dos cursos e que viveram dias de intensas atividades e, literalmente, de sobrevivência urbana e de ações penitenciárias.

Acostumados a ministrar cursos a instituições como a Polícia Federal, Exército e participação em cursos internacionais como o FBI (Polícia Federal Americana) e a SWAT (Special Weapons And Tactics ou Armas e Táticas Especiais), os instrutores da ATTAC, Marciel Lopes, Valmir Alcântara, Marcio Sachetin e Mauro Junior, desenvolveram atividades adaptadas às funções exercidas pelos profissionais das unidades prisionais.







O Diretor Operacional da Attac, Marciel Lopes, aponta que o objetivo dos cursos foi “treinar e capacitar os agentes penitenciários para a realidade mais próxima que eles convivem dentro das penitenciárias”. Ele explica que muitos não tiveram a oportunidade de se qualificarem para o combate de qualquer eventualidade que possa estar ocorrendo dentro das unidades. “Nós da Attac, com toda nossa experiência nacional e internacional, apresentamos no curso a realidade do Brasil, das penitenciárias do Estado de São Paulo, e mostramos o que pode e o que não pode ser feito. Adequamos tudo para a realidade das penitenciárias, fazendo com que os próprios agentes fiquem mais próximos da realidade antes que uma suposta ocorrência possa acontecer. Eles não só vão estar preparados psicologicamente, mas também tecnicamente, sabendo como fazer e como agir dentro das penitenciárias”, disse o instrutor da Attac à reportagem do Sindasp.

Marciel ressalta que todos os instrutores da Attac são experientes e possuem experiência internacional, e que, as técnicas aplicadas na SWAT e FBI, por exemplo, devem ser aplicadas à realidade das unidades prisionais. “Todo esse empenho técnico e tático foi uma convenção das técnicas operacionais que trouxemos e colocamos na grade para os agentes e interessados na área de segurança”.

Em relação ao preparo dos agentes penitenciários para o combate às possíveis tensões que podem ocorrer nas unidades prisionais, o instrutor comenta: “na caminhada de mil quilômetros, já demos vários passos, e foram passos firmes. Hoje eles [os agentes] saem do curso com outra visão, muito mais experientes e preparados não somente psicologicamente, mas também tecnicamente”, diz.

No último dia dos cursos, durante a formatura, o agente de segurança penitenciária e presidente do Sindasp, Cícero ‘Sarnei’ dos Santos, que esteve presente no local e acompanhou atentamente as diversas atividades executadas, foi convidado pelo Diretor Operacional da Attac para fazer suas considerações como líder sindical e representante da categoria.

Em sua argumentação, ‘Sarnei” parabenizou a Attac pela qualidade das técnicas e táticas aplicadas nos cursos e também congratulou aos heróicos e bravos agentes que, sem medirem esforços, participaram dos cursos.

O presidente abriu seu discurso lembrando a todos que, embora ocupe o cargo de presidente da instituição sindical Sindasp, ele é, antes de tudo, “agente penitenciário com muito orgulho”, afirmou. “Antes de tudo, quero enfatizar a vocês que eu sou agente de segurança penitenciária, e com orgulho! Tenho orgulho da minha profissão”, ressaltou convicto o presidente.

‘Sarnei’ falou da importância e da preocupação com a qualificação e o aperfeiçoamento profissional dos agentes. “Parabéns é pouco a vocês, pois estão aqui dando a sua cota de sacrifício em prol do aperfeiçoamento e se preocupando com o lado profissional e isso é muito bom porque nos enriquece, nos fortalece e nos proporciona um novo espírito de equipe”, disse o presidente do Sindasp.

O sindicalista lembrou algumas situações de superação dos limites ocorridas durante os cursos, o que deixou “claro a força que constrói quando temos a visão de equipe, instrução de equipe e espírito de equipe. E isso é fundamental no nosso trabalho”, lembrou ‘Sarnei’.


Presidente do Sindasp Cícero Sarnei dos Santos (centro) e os instrutores da Attac

O presidente discorreu ainda sobre a importância da confiança nos companheiros em tempos de crise. “Aqui foi possível perceber que não precisamos, o tempo inteiro, confiarmos uns nos outros, mas em momentos de crise, temos que confiar! Vocês estão de parabéns pelo esforço e pela dedicação. Eu tenho certeza absoluta que vocês vão voltar aos seus postos de trabalho com outro espírito, com espírito de solidariedade, com espírito de equipe, com estado psicológico muito mais preparado do que antes. Em momentos de crise, temos que buscar toda a superação possível, pois, muitas vezes, a tragédia vem do desequilíbrio. Se tivermos equilíbrio, as chances de sobressairmos são maiores. Inegavelmente, isso não se adquire fora do treinamento, e em especial neste caso, em que vocês estão sendo treinados por profissionais extremamente qualificados, a quem também estendo meus parabéns, tanto ao pessoal da Attac, quando ao da Provigi”, apontou ‘Sarnei’.

Por fim, o líder sindical agradeceu, parabenizou e reafirmou o pedido do Sindasp junto à SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) sobre a necessidade de investimento e qualificação dos agentes de segurança penitenciária para o exercício de suas funções. “Agradeço pelo repasse de conhecimentos e, a medida em que vocês adquirem esses conhecimentos, eu me sinto também beneficiado. Na medida do possível, estamos fazendo tudo o que for necessário para qualificar os colegas. Temos cobrado a SAP e tivemos aqui nos cursos vários diretores, portanto, esperamos que eles sejam os fomentadores junto à Secretaria, no sentido de que a mesma viabilize esses cursos, inclusive, com prazos mais dilatados. Que os diretores sejam os fomentadores para que a SAP contrate os profissionais e aplique os cursos durante a formação e depois, aperfeiçoe aos que já estão no sistema. Parabéns a todos! O sacrifício é grande, mas creio que vale a pena”, finalizou o presidente que calorosamente aplaudido por todo o grupo de formandos.


Fonte: jornalista Carlos Vítolo
Sindasp-SP - www.sindasp.org.br





Centro
Avançado de
Treinamentos Táticos

Informações Sobre os Cursos

19 99173-4141 / 19-3306-7351

contato@attacinternacional.com


  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira


  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira
  • bandeira